Merchandising | Marketing | Propaganda: qual é a diferença?

merchan o que é

Você ouviu alguém usar a palavra “merchan” (merchandising) e ficou com dúvida sobre o que é?

Ou tem dúvidas sobre como identificar quando trata-se de merchandising, propaganda ou marketing?

Então leia até o final e descubra o que significa cada uma, e também como e quando usá-las. Confira.

Por que as pessoas dizem “merchan”?

Muitos estão usando a palavra “Merchan” para descrever o momento em que um produto ou marca é mencionada em mídias de comunicação.

Em razão disso, o uso da palavra “Merchan” ganhou popularidade entre as pessoas. Muitos usam a palavra para se referir a situações em que ocorre a divulgação de algo.

No entanto, nem sempre o significado de merchandising se aplica em alguns casos. A seguir, veremos qual é o significado de merchandising e sua diferença para marketing e propaganda.

O que significa “merchan”?

Merchandising é conhecido no mundo da administração como uma das várias ferramentas do marketing. Seu propósito é usar uma apresentação estratégica que induza o consumidor a comprar um produto.

Nesse sentido, podemos dizer que o merchandising vende produtos depois que o marketing atrai os compradores a eles. Merchandising diz respeito à promoção de produtos ou serviços específicos para venda e é um subconjunto do marketing.

Quando você, por exemplo, entra em um grande supermercado, certamente vê que muitos produtos estão expostos com certo destaque em prateleiras ou seções.

Geralmente, se usa jogos de luzes, cores e até som para atrair a atenção do consumidor. Além disso, também se cria espaços de degustações e distribuição de amostras.

Essas são algumas das várias formas de merchandising usados pelas empresas para induzir o consumidor a comprar um determinado produto.

É errado dizer que merchandising acontece quando alguém fala ou cita um produto?

Nem sempre. A simples citação de um produto ou marca em mídias de comunicação, sem a intenção de fazer propaganda dele, é também uma forma de merchandising.

No entanto, isso é somente quando não há elementos explícitos de propaganda no momento da menção do produto ou marca.

Para ilustrar, suponha que durante uma entrevista, transmitida ao vivo em um canal de mídia social, dentro de um cenário limpo de qualquer propaganda de marcas, o entrevistado faça menção de uma marca que usou.

Neste caso, pode-se afirmar que o entrevistado fez merchandising de uma marca.

Qual é a diferença de merchandising e marketing?

Merchandising é uma forma de marketing que se concentra na exibição de produtos quando e onde os clientes têm maior probabilidade de comprar.

Já o marketing é um trabalho mais amplo, incluindo todos os tipos possíveis de promoções, e também incluindo o conhecimento da marca em longo prazo.

Em um plano de marketing bem elaborado, o marketing e as vendas de mercadorias estão em harmonia. O marketing estabelece a base para as vendas de mercadorias e orienta os clientes na decisão final de compra.

Uma das razões para considerar essas atividades separadamente é que às vezes elas podem entrar em conflito. Embora o objetivo final de marketing e merchandising seja vender mais produtos, um é de longo prazo e o outro é mais curto.

Por exemplo, se uma loja está escolhendo um livro específico para mostrar em uma vitrine, escolher um que seja mais representativo da imagem geral da loja pode fazer mais sentido, mesmo que esse livro não se proponha tão facilmente a um aumento nas vendas por meio de uma boa exibição visual.

Optar por expor o livro, mesmo que  ele não esteja vendendo bem, neste caso, pode ajudar a estabelecer a imagem da loja no longo prazo.

Qual é a diferença de merchandising e propaganda?

Propaganda e merchandising são conceitos intimamente relacionados na área de marketing e comunicação de varejo.

Os varejistas usam a propaganda para projetar uma imagem de marca e direcionar o tráfego para lojas de varejo ou sites.

Merchandising é o posicionamento estratégico de produtos que atrai a atenção e contribui para as vendas quando os clientes estão nas lojas.

A propaganda inclui mensagens pagas, exibidas por meio de mídia de massa com o fim de convencer os clientes a consumir um produto.

Os varejistas veiculam propagandas por meio de mídias como TV, rádio, jornais, revistas, outdoors, mídias sociais, internet e outros para estabelecer a marca da empresa, criar uma boa imagem ​​junto aos clientes, atrair consumidores e promover produtos.

A abordagem de marketing integrado envolve um plano estratégico que vincula propaganda e merchandising.

Se um varejista se promove como fornecedor de produtos de alta qualidade, os clientes esperam encontrar expositores elegantes com embalagens requintadas e de alta qualidade, e funcionários experientes discutem os benefícios.

E aí entra o merchandising, que otimiza a experiência do cliente usando um apelo visual das exibições de produtos, dando facilidade de interação com o produto.

Conclusão

Como vimos, embora o conceito original de merchandising indica que seu objetivo é vender os produtos por meio de uma exposição estratégica, seu conceito se estendeu também para menção de marcas ou produtos sem intenções publicitárias.

Ademais, veja os principais benefícios do merchandising para os negócios.

  • Vendas mais altas.
  • Giro de estoque mais rápido.
  • Compradores que passam mais tempo na loja.
  • Clientes mais satisfeitos.
  • Maior fidelidade do cliente.

Por fim, as lojas que apresentam produtos que os clientes procuram com frequência em uma vitrine agradável, ou guardados ordenadamente, encontrarão esses mesmos clientes voltando para comprar mais regularmente.

Leia Mais
calendário de conteúdo como criar
Como criar um calendário de conteúdo eficaz | Descubra